Quais os riscos de uma gravidez depois dos 40 anos?

Engravidar depois dos 40 anos é difícil mas não impossível, embora mais perigoso. Aos 40 anos a mulher tem sempre uma gravidez de alto risco e perigosa, tanto para ela como para o bebé. As mulheres têm uma maior incidência de doenças e problemas nesta idade, que se tornam mais difíceis de tratar com a gravidez. Mesmo não havendo historial clínico relevante, toda a mulher que depois dos 40 anos deseje engravidar deve consultar um médico e realizar exames. Deve estar sempre acompanhada e orientada para despistar os fatores de risco associados a estas gravidezes.

gravidez-40

Risco para a mulher grávida depois dos 40 anos:

Aumento da ansiedade

Partos prematuros

– Aumento de cesarianas

– Partos antes das 38 semanas de gestação

-Gravidez extra uterina

Diabetes gestacional

– Placenta prévia

– Diminuição da fertilidade

– Risco de aborto

– Útero menos capaz de assegurar a implantação do óvulo e da fecundação

– Dificuldade de progredir com a gravidez

– Doenças benignas (miomas, fibromiomas)

– Doenças cardíacas

– Hipertensão agravada

– Endometriose (tecido fora do útero)

– Aumento da dor abdominal

 

As mulheres devem fazer as consultas pré- natais sempre que recomendado e seguir todas as diretrizes do médico. Sempre que uma gravidez depois dos 40 anos consegue avançar até ao final, sem qualquer problema, os bebés costumam ser saudáveis. A idade do pai também é um fator a ter em conta e que pode influenciar uma gravidez.

A prioridade para a carreira, as experiências da vida, casamentos tardios, falta de condições económicas e sociais são em parte a causa do problema.

As mulheres para engravidarem devem fazer uma alimentação saudável, não beber, não fumar, não consumir drogas, tentar levar uma vida pacata e tranquila.

As técnicas de fertilização existentes no mercado hoje em dia fazem com que seja mais fácil mas não tão seguro engravidar depois dos 40 anos.

 

Risco para o bebé:

– Nascer prematuro

– Risco de aparecimento de doenças ao longo da vida de forma mais constante

– Recém- nascidos com baixo peso

Síndrome de Down (o chamado mongoloidismo)

– Malformações congénitas e cromossomáticas

– Desenvolvimento de várias doenças genéticas ao longo da vida

Preconceito da idade:

O preconceito da gravidez nesta idade ainda existe e pode ser um fator contra e de grande risco para a grávida. A mulher e a sua família têm de saber lidar com essa pressão e não deixar que isso se torne mais um fator intimidante e desestabilizador.

Mas será que existe afinal uma idade ideal para se engravidar? Então qual é o momento certo? Mas afinal não corremos sempre riscos?

Planeado ou não, tenhamos a idade que tivermos o risco existe e temos de conviver com ele. O momento somos nós que o fazemos. Ideal ou não é a mulher que decide e ninguém a pode ou deve julgar. O risco existe e cabe a cada uma “jogar” com ele…

Lembre-se a felicidade não comporta riscos quando a vontade é maior! 

10. Setembro 2013 by Editor
Categories: Gravidez | Tags: , | Leave a comment

Leave a Reply

Required fields are marked *